Mais de 3 mil porteiros vão fazer curso de segurança

Porteiros que atuam em condomínios de Vitória vão passar por um treinamento que será ministrado pela Guarda Municipal.

O objetivo é capacitar mais de 3500 profissionais e assim dar maior segurança aos prédios da capital.

A ação é uma iniciativa da Prefeitura de Vitória, que realizou diálogo com representantes dos condomínios. Segundo a secretaria de Segurança Urbana, o interesse dos condomínios superou as expectativas.

O presidente do Sindicato dos empregados de Edifícios e Condomínios (Sindicondomínios), Fabrício Pereira da Silva, elogiou a iniciativa e disse que os porteiros realizam um papel importante na questão da segurança dos edifícios.

“É de suma importância essa iniciativa da prefeitura. A participação na formação desses trabalhadores, ajudando na capacitação para uma ação pública preventiva. A gente sabe da importância desse trabalhador, e ele bem preparado vai trazer um grande avanço na segurança dos condomínios”, disse Fabrício.

O treinamento dos porteiros começa no dia 23, por meio de palestras, cartilhas e vídeos da Secretaria Municipal de Segurança Urbana, n Seminário de Aperfeiçoamento em Segurança Residencial. Neste primeiro momento, 1100 profissionais serão orientados.

Além da formação, haverá o estreitamento da comunicação entre condomínio e a Guarda, que poderá ser feita diretamente pelo aplicativo de mensagem WhatsApp, como explicou o comandante da Guarda Municipal, Fábio Rebello Alves.

“Toda ocorrência deve ser registrada no 190. Vamos disponibilizar também através do WhatsApp, um número, para montarmos uma parceria com os condomínios para que viaturas sejam enviadas até o local para verificar o chamado gerado. O aplicativo também poderá ser usado para enviar fotos e vídeos de qualquer atividade suspeita”, comentou Fábio.

A diretora do Sindicato Patronal de Condomínios (SIPCES), Juliana Lopes Monteiro, disse que a ação na cidade chega em boa hora.

“Hoje estamos vivendo um momento de muita insegurança, muitos assaltos e tentativas de invasão em condomínios. Essa comunicação direta com a Guarda vai fazer toda a diferença. Hoje em dia praticamente todas as portarias têm WhatsApp, então vai facilitar bastante”, frisou Juliana.

COMUNICAÇÃO VAI DAR SUPORTE ATÉ PARA A POLÍCIA FEDERAL

A comunicação entre os profissionais de portaria dos condomínios e a Guarda Municipal de Vitória vai trazer outros benefícios além de maior segurança para os moradores de edifícios da capital.

Com o contato mais rápido entre agentes de segurança pública e porteiros, as informações das ocorrências enviadas para a polícia vai gerar um banco de dados sobre os criminosos, que vai ajudar até a Polícia Federal (PF) em investigações.

O comandante da Guarda Municipal, Fábio Rebello Alves, destacou a importância da integração.

“Com esses dados que vamos começar a absorver, aí sim podemos trabalhar, porque em dezembro a gente começa a força-tarefa com a Polícia Federal. Então isso já vai ser um banco de dados e quando começarmos a força-tarefa já teremos essas informações”.

Além da PF e da Guarda de Vitória, vão participar da força-tarefa a Guarda de Vila Velha e a Polícia Rodoviária Federal. Em um imóvel especial para a realização da força-tarefa, haverá investigação sobre crimes praticados por organizações criminosas, em especial o tráfico de armas e drogas.

Fonte: Jornal A Tribuna

Comentários:

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

categorias

últimas notícias